1ª Semana de Fotografia

de 7 a 11 de novembro de 2011

Em sua primeira edição, a Semana de Fotografia contou com quatro palestras de ótimo nível, além de exposições complementares. Nosso primeiro palestrante foi Raul Silveira, ele nos ofereceu seu olhar através de seu então recente trabalho “Retratos de Minas“, em que utilizando fotografia fine-art realizou o registro cotidiano das pessoas que habitam a zona rural do Sul de Minas.

A segunda palestra foi realizada por Thiago Castro, fotógrafo de um dos maiores estúdios de São Paulo, que veio dar dicas e informações sobre a fotografia de casamento, um dos maiores ramos do mercado fotográfico.

Em seguida, Nelson Chinalia, formado em Jornalismo pela PUC – Campinas e com extensa experiência em fotojornalismo, nos brindou com uma excelente palestra sobre esta matéria.

Por fim, João Correia Filho, fotógrafo também com vasta experiência junta à revistas de renome nacional, realizou uma oficina foto-literária baseada na obra “As Cidades Invisíveis”, de Ítalo Calvino.

Durante a semana, as exposições (des)molduras e Poesia Urbana estiveram disponíveis para apreciação.

Exposições

Palestras

Oficina

z

Palestras

Retratos de Minas

Raul Silveira
O nosso “Prata da casa”, de maneira despretensiosa, se apresenta da seguinte forma:  “Sou brasileiro e vivo no Brasil. Desde muito cedo manifestei grande interesse pelas artes visuais. O desenho livre, com os mais diversos materiais, foi a primeira paixão. Graças a ela, me enveredei pela publicidade, conheci os antigos aerógrafos (airbrushes), fui dar caras com a arquitetura e, no fim, por força das contingências, acabei adotando a advocacia como profissão. Entretanto, há coisa de cinco anos, encontrei na fotografia um meio para me reconciliar com as antigas paixões”.  Em sua recente exposição,  “Retratos de Minas”,  cruzou duas dessas grandes paixões, a fotografia fine-art  e o registro das pessoas que habitam a zona rural do Sul de Minas, seus hábitos e tradições. É sobre esse trabalho  que Raul vem  afetuosamente nos falar.

Fotografia de Casamento

Thiago Castro
Formado em Publicidade em 2004, começou a se interessar pela fotografia durante a faculdade. Iniciou no mercado de casamentos criando álbuns diagramados, que até então eram novidades no Brasil. Daí pra frente vem fotografando para os principais estudios de São Paulo. Hoje, junto com um amigo tem seu próprio estúdio e com toda sua experiência e criatividade vem fazendo cada vez mais, noivos se apaixonarem pelo seu modo
de fotografar.

Fotojornalismo

Nelson Chinalia
Fotógrafo e jornalista. Foi editor de Fotografia do Correio Popular de 1994 a 1998. Formado em Jornalismo pela PUC-Campinas, mestre em Jornalismo e Mercado pela Cásper Libero, professor de Fotojornalismo na Puc-Campinas e pesquisador do GEMeF no Centro de Memória da Unicamp. Premio. Vladmir Herzog de Fotojornalismo e Direitos Humanos em 1995. Fotografa regularmente para diversas publicações.

Exposições

(des)molduras

O retrato remonta ao renascimento; quando o homem baixando os olhos do céu enxergou o próprio reflexo. Sua onto-lógica sempre tem sido a da prevalência da forma sobre o conteúdo, representações dos papéis que desempenhamos ou aos quais desejamos nos submeter, viver, incorporar. Formas, moldes, modelos, molduras. Relação que se adapta muito bem a esses tempos de redes sociais, de reprodução onde “ser” é ser visto, onde o convite sedutor da facilidade tecnológica torna a tentação do “formato” quase irresistível. Podemos num “clic” materializar toda a nossa felicidade “comprável”, valor “visível” ali iluminada, ao alcance dos olhos. Inverter esta lógica é a nossa ambição. Fotografando pessoas que por um motivo ou outro não se encaixam nos padrões, nas “molduras” vigentes, procuramos trazer à superfície aquilo que as estrutura, move, apaixona, realiza. Obviamente se trata de uma busca, um exercício, um desejo que esperamos estender a você. Olhe o outro. Mas não se limite à sua aparência; permita que sua intuição te leve mais fundo; àquela região na qual mais do que “ver” o “quê”, você vai “saber” “quem”, e talvez, quem sabe, também possa descobrir algo de muito valioso sobre si mesmo…

Local: Divina Maria Café & Cultura
Rua Adolfo Olinto, 121, Centro

Poesia Urbana

Local: Galeria Artigas
Avenida Doutor Lisboa, nº 201 – Centro

Oficina

A Cidade Invisível

João Correia Fiho
Jornalista, fotógrafo e colaborador de várias publicações, como National Geographic, Gula, Planeta e Horizonte Geográfico, João dedicou-se durante anos a retratar os caminhos percorridos pelos personagens de Grande Sertão: Veredas, a obra-prima de Guimarães Rosa, pelo Nordeste do Brasil. E, continuando sua jornada pelo universo das imagens e das letras, publicou “Lisboa em Pessoa”  guia turístico e literário da capital portuguesa,  resultado da sua viagem pela cidade símbolo da literatura da nossa língua. Durante a ISemana de Fotografia de Pouso Alegre nos brindará com seu mais recente projeto:  uma oficina foto-literária baseada na obra  “As Cidades Invisíveis” de ítalo Calvino.

Gostou da Semana de Fotografia?

O Foto Clube Pouso Alegre promove a Semana de Fotografia anualmente, mas, além disso, temos muitos outros eventos e projetos.

Pin It on Pinterest

Share This